História

História de Araruama

" Araruama só nos dias de chuva entristecia, perdia as cores,

mas quando o céu era azul, o verde de suas águas espelhava ao sol e uma

vela branca de barco dava uma palpitação de vida,

agitando as coisas inanimadas".

Do Livro Água-mãe, de José Lins do Rego

 

A História do município de Araruama é considerada por pesquisadores a 2ª Maior História Indígena do País. A origem Tupinambá mescla fatos históricos e fantasia, crenças e lendas sobre as bases desta cidade.

 

Conheça mais sobre a nossa História:

 

Hino de Araruama

O hino da Cidade de Araruama foi registrado em 10/1999 no D.O. do Estado do Rio de Janeiro (8775/3) numa publicação oficial, detendo daquela data o hino oficial ao compositor Pedro Paulo Pessoa Pinto,(Pedro Pessoa - Músico), as belas citações que determinavam uma nova era de primor à nossa cidade.

 

Autor: Geraldo da Mata Teixeira

 

Araruama, tens paisagens tão lindas

Araruama, tens belezas infindas

Araruama, o teu sol que seduz

Sob o teu céu que é o mais estrelado

Se formam noites azuis.

 

Os teus lagos de águas dolentes

Prateados de raro esplendor

Dão otimismo aos indiferentes

E o ambiente para o amor.

 

O Brasão

O primeiro brasão foi criado em 6 de fevereiro de 1859 em decreto firmado em 10 de junho de 1935 pelo Prefeito Mario dos Santos Alves.

 

Significados:

As cinco estrelas de cinco pontas representam cada um dos distritos de Araruama: o distrito sede (centro da cidade), Morro Grande, Iguabinha, São Vicente de Paulo e Praia Seca.

O cocar indígena e as flechas cruzadas em aspa (formando um "X") evocam os índios.

O moinho de vento e o monte de sal simbolizam o mais tradicional e característico produto do município.

O peixe, em campo de ouro, representa também um dos principais produtos de Araruama, graças à piscosidade da Lagoa e do litoral.

As datas de 1859 e 1890 rememoram, respectivamente, a criação da antiga Vila de São Sebastião de Araruama e a sua elevação à categoria de cidade.

A coroa mural de cinco torres é o atributo heráldico à cidade.